Bem vindo ao futuro do trabalho – As Habilidades do” Agora”Tempo estimado: 4 minutos de leitura

futuro do trabalho

É muito comum lermos vários artigos sobre o futuro do trabalho, o que acaba por nos causar um certo comodismo já que ao ouvirmos alguém falar sobre futuro, isso sempre nos soa tão distante. 

Fato é que agora não existe mais “O futuro do trabalho”, estamos vivendo intensas mudanças no cenário do mercado de trabalho mundial e precisamos nos atentar a todo esse movimento.

Você já parou para pensar em como as mudanças têm ocorrido tão rapidamente de uma década pra cá? e essas mudanças acontecerão cada vez mais rápido.

Precisamos estar dispostos a assumir um novo posicionamento, é necessário inovar para a nossa própria sobrevivência no mundo do trabalho. 

A tecnologia tem nos apresentado uma série facilidades, entretanto também nos traz um conjunto de novos desafios.

Um desses desafios é: “Como nos reinventar enquanto profissionais?” 

De acordo com David J. Deming em seu artigo The Growing Importance of Social Skills in the Labor Market, os empregos mais bem remunerados tendem a desejar maior fluência em habilidades sociais, a explicação – segundo Deming – é que as atividades que não podem ser substituídas pela automação são sempre complementadas por habilidades relacionadas à interação social. 

Sendo a interação social algo ainda muito distante de ser devidamente replicado pelas máquinas, os profissionais que tiverem boas cognições sociais estarão passos à frente dos que apresentarem baixo desempenho social em meio à competitividade do mercado de trabalho.

A nossa capacidade de ler e reagir ao outro provém de nossos conhecimentos tácitos, ou seja: aqueles conhecimentos que adquirimos ao longo de nossas vivências e a interação social requer algo que na Psicologia chamamos de Teoria da Mente. A Teoria da mente se refere à nossa capacidade de atribuir estados mentais aos outros com base na percepção de seus comportamentos, o que começa a ser desenvolvido em nossa infância e nos torna cada vez mais aptos para reagir ao mundo que nos cerca. 

As habilidades sociais são exercitadas ao longo de nossas vidas  e, quando devidamente desenvolvidas, tendemos a nos tornar socialmente competentes e isso reflete em nossa vida profissional.

Hard Skills x Soft Skills 2020

Conhecimentos técnicos e conhecimentos tácitos são dois tipos de conhecimento que são avaliados em qualquer profissional.

Os conhecimentos técnicos – ou Hard Skills – são aqueles que podem ser mensurados e são conquistados a partir de cursos e formações e por isso são competências mais facilmente comprovadas a partir de diplomas e certificações.

Já as Soft Skills não são facilmente mensuráveis, pois são habilidades subjetivas de cada indivíduo e são atreladas ao seu caráter, personalidade, valores, crenças e reações ao meio social.

As Soft Skills são tão importantes quanto as Hard Skills, pois são necessárias para a manutenção do relacionamento adequado no trabalho.

As Soft Skills mais desejadas para o ano de 2020 são, segundo o LinkedIn:

Criatividade

Em uma era de intensas mudanças e demandas por inovação cada vez maiores, não é de se assustar que a criatividade seja uma Soft Skill tão valorizada. Uma pessoa criativa é aquela capaz de utilizar um conjunto de Hard Skills e Soft Skills para trazer inovação e deixar a sua marca no mundo.

Persuasão

Pessoas que desenvolveram a capacidade de serem persuasivas também tem sido muito visadas por empresas. Além de serem pessoas criativas, as pessoas que sabem negociar e persuadir também tendem a ser pessoas carismáticas, empáticas e que demonstram grande autoconfiança.

Quer dicas sobre a Psicologia da Persuasão, leia também estas matérias:

Colaboração

Saber trabalhar em equipe é essencial para a nova Era. Ser uma pessoa colaborativa que além de buscar o próprio crescimento, busca favorecer o crescimento dos outros integrantes do time é muito importante para as Organizações, para a construção de relações saudáveis e manutenção da saúde mental no trabalho.

Ter um perfil colaborativo é algo muito requisitado atualmente, haja vista que a produtividade e eficiência no trabalho possui forte correlação.

Se quiser saber mais sobre como um grupo bem relacionado está ligado à alta performance, leia:

Inteligência emocional

Inteligência emocional, a depender do autor que a descreve, pode possuir diferentes significado, entretanto, para Daniel Goleman – autor do best-seller ” Inteligência Emocional” descreve a inteligência emocional como um mix de auto-consciência emocional, autocontrole , habilidade social, empatia e motivação.

Capacidade de adaptação

A capacidade de adaptação, pode-se dizer, é uma Soft Skill desejada desde antes do desenvolvimento da escrita e do raciocínio lógico. Entretanto atualmente os desafios e ameaças são bem diferentes do que enfrentaram os nossos antepassados. Os desafios atuais estão cada vez mais intelectualmente sofisticados e pedem o pensamento ágil, a criatividade e uma solução prática e definitiva…definitiva até a próxima necessidade de adaptação surgir.

Conclusão

Independente do seu ambiente profissional, as Soft Skills mais demandas em 2020 têm se mostrado pré-requisitos para quaisquer áreas de atuação. Isso quer dizer que ter inteligência interpessoal e saber se relacionar com as pessoas no dia-a-dia é uma grande vantagem competitiva.

É necessário mostrar que sabe trabalhar em meio às pressões da rotina, mostrar bons resultados e ainda construir boas relações. O profissional do presente precisa ser criativo, persuasivo, colaborativo, possuir inteligência emocional e ainda apresentar os melhores resultados possíveis em termos de produtividade, e isso é ser adaptável à nova Era do trabalho.

https://business.linkedin.com/talent-solutions/blog/trends-and-research/2020/most-in-demand-hard-and-soft-skills

https://www.nber.org/papers/w21473

https://hbr.org/2015/08/research-technology-is-only-making-social-skills-more-important

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post