o que é nudge

O que é Nudge?Tempo estimado: 4 minutos de leitura

Certo dia, eu estava em uma cafeteria com uns amigos, e – empolgadíssima com os assuntos da Economia Comportamental – perguntei:

– Vocês sabem o que é Nudge?

– Ah, isso eu sei – me disse um amigo como se aquilo fosse óbvio.

– Não, não…não é nude, é NudGe com um G no meio.

– Não, então isso não sei. O que é?

– Bem, basicamente é uma facilitação. Um nudge é – por exemplo – você colocar mais ao alcance das vistas de alguém aquela escolha que você gostaria que as pessoas fizessem, sem forçar ou obrigar a escolha. Apenas facilitando, dando um ”empurrãozinho”.

– Ah, então nudge e nude tem tudo a ver.

– Como assim?

– Nudes também são facilitações.

Bem, eu não pude discordar.

Além dele estar corretíssimo sobre ambos serem facilitações, não existiria associação mais didática.

Certamente é um exemplo para iniciar as explicações, mas é preciso aprofundar-se no assunto.

O que é Nudge?

Nudges são estratégias de arquitetura de escolha que visam a redefinição de um contexto de tomada de decisão, de modo a favorecer uma determinada escolha individual ou coletiva, sem que haja coerção ou obrigações envolvidas.

O nudging tem sido utilizado em vários contextos, indo de um contexto de vendas ao contexto de políticas públicas.

Eles devem ser sempre claros com relação ao seu objetivo e éticos, não exercendo força alguma com relação à escolha do(s) indivíduo(s).

Escolhas forçadas x nudging

Com o objetivo de formular estratégias que criem barreiras entre pessoas e uma determinada opção, algumas vezes pessoas, Organizações e Estados colocam escolhas forçadas – e muitas vezes acabam sendo confundidas com Nudges por quem ainda está conhecendo essa abordagem.

A maior diferença entre os meios tradicionais – forçados – e o nudging, é que os meios forçados visam mudar o comportamento momentaneamente com o uso de – por exemplo –  imagens, propagandas e mensagens subliminares. Os nudges, por sua vez, têm o objetivo de criar uma mudança de hábitos – sendo, assim, de longo prazo.

Exemplos:

1. Diminuir o número de fumantes

Resultado de imagem para tabagismo

 

Método tradicional de intervenção:

  • Banir os cigarros de locais públicos.
  • Aumentar o preço dos cigarros.

Nudging:

  • Campanhas contra o cigarro mais visíveis nas mídias falando que grande parte da população não fuma, e aqueles que fumam querem parar.
  • Retirar do alcance das vistas cigarros e isqueiros em lojas e supermercados.

Observe que tanto proibir cigarros de locais públicos quanto aumentar o preço dos cigarros são medidas que visam impossibilitar o consumidor.

Por outro lado, afirmar que grande parte da população não é fumante e quem fuma deseja parar, além de ser um fato, não impõe ao fumante que ele deva parar. Retirar cigarros do alcance visual também é uma medida que não tira a liberdade do consumidor fazer o seu pedido.

2. Conscientizar e diminuir o uso bebidas alcoólicas

Resultado de imagem para alcohol

Método tradicional de intervenção:

  • Aumentar a idade mínima para o consumo de bebidas alcoólicas.
  • Regular os preços através de impostos ou de valor mínimo por unidade.

Nudging:

  • Servir bebidas em copos menores.
  • Diminuir a visibilidade de bebidas alcoólicas na mídia e reforçar que grande parte da população não bebe este tipo de bebidas em excesso.

Como desenhar estratégias de Nudging?

Two possible choices design Free VectorPara estabelecer um nudge, é necessário que haja – antes de tudo – uma pesquisa focada em objetivos e em contextos relacionados.

1. Investigando o comportamento inicial

É importante produzir um trabalho de investigação buscando identificar:

  1. Como as pessoas tomam decisões e em quais circunstâncias.
  2. O que influencia o resultado de tomada de decisões.

Essas observações encontrarão elementos que impedem os indivíduos de seguirem com as intenções do arquiteto de escolha.

2. Encontrando espaços para inserir os nudges

Cute illustration of an elephant Free Vector

Observados esses elementos, os próximos passos serão encontrar áreas onde nudges podem ser efetivos e trabalhar em eficazes estratégias de nudging.

Os fatores de influência são agrupados em quatro grupos:

A) Propriedades de decisão: esse grupo se refere a compreensão de incentivos e motivações associadas à decisão e o quanto de atenção a decisão esperada recebe.

B) Fontes de informação: aqui busca-se investigar quais são as informações relacionadas com a decisão e como elas influenciam o processo de escolha.

C) Características individuais: avalia-se como a mentalidade do indivíduo e suas emoções influenciam a sua decisão.

D) Fatores ambientais e sociais: objetiva compreender como a interação social e características ambientais influenciam no processo de escolha.

3. Planejando a arquitetura de escolha

Na hora de construir uma arquitetura de escolha, devem ser realizadas quatro perguntas com o intuito de compreender o comportamento do indivíduo e efetivamente desenhar o nudge adequado:

A) – O indivíduo está ciente do que é preciso fazer, mas é incapaz de realizar? ou

– O desejo e a ação devem ser ativados?

B) – O indivíduo está suficientemente motivado para impor o nudge a si mesmo?

C) – Os indivíduos possuem ou não sobrecarga cognitiva nesta tomada de decisão?

D) – A ação não está sendo efetivada devido à outra ação concorrente ou devido à inércia?

Gostou do assunto e quer ler mais? indico muito esse post do site agentes irracionais que fala sobre Nudges da diversão!

Infográfico

o que é nudge

Concluindo

  • Nudges são estratégias de arquitetura de escolha que visam mudar uma decisão sem que haja coerção ou proibição.
  • Nudges podem ser utilizados em diversos contextos, contanto que possuam ética e objetivos claros.
  • Antes da aplicação de um nudging, é necessário – para que seja efetivo – fazer análises contextuais acerca de pessoas –  em um nível individual e social –  ambientes e resultados.
  • O nudging deve visar o menor gasto cognitivo possível em um processo decisório.

 

No post anterior, falei brevemente sobre o nudging – ou arquitetura de escolha – como foco no ambiente organizacional.

veja em: O Nudging Como ferramenta para a Gestão de Pessoas. 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *